Buscar
  • Derbly Advogados Assosiados

Caixa Econômica Federal é condenada a pagar adicional de incorporação.

Atualizado: 16 de jun. de 2020


O Tribunal Superior do Trabalho – TST por meio do julgamento do recurso AIRR-966-98.2015.5.09.0021 realizado pela 2ª Turma condenou a Caixa Econômica Federal a reconhecer e pagar diferenças decorrentes da alteração de cargo.⁣

No caso, o Autor requereu a correção do adicional de incorporação correspondente ao percentual incidente sobre o último cargo em comissão ocupado, o qual, por ter sido extinto por plano de funções gratificadas posterior, teve sua nomenclatura alterada, com novo critério de cálculo. Com efeito, a jurisprudência prevalecente no TST firmou entendimento de que a alteração da nomenclatura do cargo em comissão, em decorrência de plano de funções gratificadas posterior, por si só, não tem o condão de afastar o critério de cálculo do adicional de incorporação sobre ele incidente, quando verificado que as atribuições são as mesmas.


#advocacia#advogados#escritoriodeadvocacia#advogadosassociados#direito#oab#justiça#jur#advocaciaemtribunaissuperiores#previdenciario#direitodotrabalho#previdenciaprivada#direitohereditário#direitopublico#derbly#derblyadv#TST#TRT#justicadotrabalho#atividadepresencial#cnjoficial#cnjserviço#cstj#cstjrio#judiciary#judiciario#poderjudiciário#poderjudiacial#caixaeconomicafederal#caixaeconomica

Fonte: TST

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo